16 de setembro

Uma senhora comprou um Mercedes último tipo e orgulhosamente saiu da concessionária dirigindo-o.

No meio do caminho, ela tentou mudar as estações do rádio do carro mas não conseguiu de jeito nenhum. Furiosa, ela deu meia volta e retornou à concessionária. Chegando lá, foi reclamar com o vendedor que havia lhe atendido, o qual imediatamente se desculpou:

— Calma, minha senhora! É que esqueci de lhe dar às instruções a respeito deste Rádio Inteligente, importado do Japão. Para ativá-lo, é só usar o tom de voz pedindo o gênero musical. Por exemplo:

Música sacra! E o rádio imediatamente emendou

“Erguei as mãos e dai glória a Deus”… O vendedor prosseguiu:

— Outro exemplo: Axé music! E o rádio tocou

“Segura o tchan, amarra o tchan…” — E mais um exemplo: Sertanejo! E o rádio soltou a pérola

“Entre tapas e beijos, é ódio, é desejo…”   — Está bem, já entendi! — Interviu a senhora, que ficou maravilhada com a tecnologia, pediu desculpas pelo mal-entendido e saiu dirigindo satisfeita.

No meio do caminho, ela disse, cheia de empolgação:

— Rock and Roll!  E o rádio imediatamente começou a tocar uma música dos Rolling Stones, enquanto a velhinha cantava, e afundava o pé no acelerador. De repente, um carro vem a toda velocidade na contramão e quase bate no Mercedes novinho da madame, que em um ato de reflexo tira o carro do caminho salvando-se de um grave acidente.

Passado o susto, ela se vira pra trás e grita:

— Quanta safadeza! No mesmo instante a música do rádio é interrompida pela seguinte mensagem:

“Interrompemos nossa programação para ouvir as últimas notícias políticas de Brasília…”


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 2 )

                                          

31 de agosto



Um homem foi até uma farmácia para comprar alguns remédios, e levou o filho que estava naquela idade em que perguntava de tudo e queria saber de tudo.

Sabem como são as crianças… Eles estavam passando pelas prateleiras, quando o menino viu uma parte repleta de preservativos. Ele pergunta ao pai:

“O que é isso, pai?”

O pai responde: “São preservativos, meu filho. Os homens usam isso para ter relações seguras”.

“Ah, entendi”, disse o garoto, pensativo. “Eu ouvi falar sobre isso nas aulas de ciências e saúde na escola.”

Ele então percebeu que havia uma variedade de tamanhos e pacotes diferentes. Ele pega um pacote com três preservativos e pergunta ao pai:

“Por que esse aqui tem só três, pai?”

O pai responde: “São para garotos recém-saídos do colegial. Um para sexta-feira, outro para o sábado e mais um para o domingo”. “Que legal!”, diz o garoto. Ele vê um pacote com seis preservativos e pergunta:

“E este aqui, por que tem seis?”

O pai responde: “São para os rapazes que estão na universidade: dois para sexta, dois para sábado e dois para o domingo”.

“UAU”, exclama o garoto. Ao ver o pacote com 12 preservativos, pergunta: “E este aqui com 12? Para quem é?”

O pai suspira fundo e diz: “Este é para os homens casados.

Um para janeiro, um para fevereiro, um para março…”


Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

30 de agosto

Dois amigos, Júlio e Roberto, estavam conversando no bar quando Roberto começou a reclamar da esposa.

— Não sei mais o que eu faço, Júlio.

— O que acontece, amigão?

— Minha mulher está me enchendo.

— E por quê? E Júlio explica a situação:

— Eu raramente chego tarde em casa, mas no dia em que eu chego, eu tiro os sapatos antes de entrar, subo as escadas sem fazer nenhum barulho, aí eu me troco no banheiro e entro no quarto bem de fininho, mas não adianta: ela acorda e fala um monte!

E Júlio, que é muito mais “esquentado” que o amigo, responde:

— Ah, mas você está usando a tática errada!

— Como assim? — pergunta Roberto.

— Tem que chegar barbarizando! Eu dou uma brecada alta com o carro na garagem, entro em casa e bato a porta da sala, subo as escadas pisando forte, tiros sapatos, as roupas e aí eu me jogo com tudo na cama! Aí eu pergunto pra minha mulher:

“Que tal uma namoradinha, hein?”

— E ela? — pergunta Roberto, surpreso. E o amigo diz:

— Ela finge que está dormindo e não fala nada!


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 2 )

                                          

26 de agosto

A garota de um jovem casal de namorados decidiu apresentá-lo à família em um jantar na sexta-feira à noite. Como seria um grande evento, ela disse ao namorado:

“Depois do jantar teremos nossa primeira noite juntos! E não se preocupe, meu pai não sabe de nada.

” O jovem ficou radiante, mas ao mesmo tempo muito preocupado, pois, como seria sua primeira vez, ele não sabia como agir e nem o que levar. Então decidiu ir a uma farmácia perto da casa da namorada e contou o fato ao farmacêutico. Este por sua vez foi muito solícito e explicou tudo, desde como agir até usar os preservativos. No fim, ele perguntou ao jovem qual levaria: o pacote com 3, 10 ou o extra, com 15. O rapaz, muito empolgado, optou pelo extra, pois ele e a namorada passariam a noite toda juntos!

Mais tarde, eis que chega o rapaz na casa da namorada. Ele toca a campainha, ela atende e diz:

“Estou tão feliz que você vai conhecer meus pais, entre!”

Ela o leva até a sala de jantar, onde os pais já estão sentados. Então o jovem senta-se e propõe a todos fazer uma oração antes do jantar. Passa um minuto, e ele ainda de cabeça baixa. Passam 10 minutos, e ele continua sem se mexer. Passam então 20 minutos, e o rapaz ainda com as mãos em prece e a cabeça baixa. Até que a namorada, surpresa, sussurra no ouvido dele:

“Não sabia que você era tão religioso”.

E eis que ele responde:

“E eu não sabia que seu pai era farmacêutico…”


Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

25 de agosto

Um político que vive em uma pequena cidade do interior visita uma senhora conhecida por ter muito dinheiro e que é muito bondosa, pois está sempre envolvida em trabalhos sociais e faz doações em quantias generosas de dinheiro.

Ele toca a campainha e, quando ela abre a porta, o vê chorando copiosamente.

— Oh! O que aconteceu?, pergunta a mulher.

— Minha senhora, estou te fazendo essa vista em nome da caridade e do bem-estar social, diz ele, com voz desesperada.

— Ora, não seja por isso! Entre, meu caro, entre! — diz a mulher.

— Senhora, — diz o político ainda aos soluços — eu vim até aqui para lhe falar de uma família que está passando por grandes dificuldades aqui na cidade.

O pai faleceu, a mãe está doente e não pode trabalhar e os sete filhos estão passando necessidade. Estão a ponto de serem expulsos de casa e serão forçados a morar nessas ruas geladas… A menos que alguém pague o aluguel deles, de 500 reais.

A senhora fica comovida. — Que situação! Mas é muita bondade sua vir até aqui para tentar ajudá-los. Por acaso posso perguntar quem é o senhor?

E o político responde, com cara de choro:

— Eu sou o proprietário da casa onde eles vivem!


Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

9 de julho

A professora intervém numa discussão entre dois alunos:

– Joãozinho, qual é o problema?

– É que sou esperto demais para estar na primeira série.

– Minha irmã está na terceira série e eu sou mais inteligente que ela. Também quero ir para a terceira!

A professora vê que não consegue resolver o problema e manda o garoto para o Diretor da escola.

Enquanto Joãozinho esperava na ante-sala, a professora explica a situação ao diretor. Ela propõe fazer uma prova com menino que, com certeza, não conseguirá responder a todas as questões, e assim aceitará continuar no primeiro ano.

Uma vez que ambos concordam, eles fazem o aluno passar e fazem a proposta de teste, que ele aceita.

O Diretor então inicia as perguntas:

– Vejamos Joãozinho, quanto é 3 vezes 3? “9”.

– E quanto é 6 vezes 6? “36”. O diretor prossegue por quase uma hora, com a bateria de perguntas que só um excelente aluno do terceiro ano deve saber, e Joãozinho não erra.

Diante da evidente inteligência do menino, o Diretor diz à professora: Acho que teremos que passá-lo para o terceiro ano.

A professora, sem muita certeza, pergunta:

– Posso fazer algumas perguntas também?

O diretor e Joãozinho concordam. Então a professora começa:  

– O que a vaca tem 4 e eu só tenho duas?

– As pernas, responde Joãozinho sem hesitar.

– O que você tem nas suas calças que não tem nas minhas?

O diretor ajeita os óculos e se prepara para interromper…

– Os bolsos, responde o menino.

– O que entra no centro da mulher e só atrás do “homem”?

Atordoado, o diretor prende a respiração…

– A letra “E”, responde o aluno.

– E onde as mulheres têm o cabelo mais crespo?

O diretor faz um gesto de rosto surpreso

– Na África, responde Joãozinho sem hesitar.

– O que é mole e nas mãos de uma mulher fica duro?

O diretor cruza os olhos.

– O esmalte, professora… responde Joãozinho.

-O que as mulheres têm entre as pernas?

O Diretor não acredita…

– Os joelhos, responde Joãozinho instantaneamente.

– E o que uma mulher casada tem de mais larga que uma solteira? – A cama.

– E o que começa com C tem um buraco e a gente pode dar para várias pessoas se divertirem? O diretor cobre o rosto… – Um CD.

O diretor, já atordoado com a pressão, os interrompe e diz à professora:

– Olha, coloque esse garoto na sexta série de uma vez…

Eu mesmo errei todas as respostas!!!


Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

5 de julho

Serginho, de 92 anos, e Lucia, de 89 anos, estão super animados com a sua decisão de se casar.

Enquanto passeiam, discutindo o casamento, eles passam por uma farmácia.

Sewrginho resolve entrar. Ele explica ao farmacêutico que ele e Lucia estão prestes a se casar, e pergunta:

– Vocês vendem medicamento para o coração?

– Claro que sim, responde o farmacêutico.

– Remédio para reumatismo?

– Claro, diz ele.

– E Viagra?- Claro.

– Remédio para problemas de memória, artrite, icterícia?

– Sim, tudo.

– E vitaminas, pílulas para dormir, antiácidos?

– Lógico.

– Vocês vendem cadeiras de rodas e andadores?

– Sim, de todas as velocidades e tamanhos.

– Ótimo!, Serginho diz ao farmacêutico.

“Nós gostaríamos de fazer nossa lista de presentes aqui”. 


Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

4 de julho

Uma jovem senhora foi diagnosticada com uma doença terminal e é informada pelo médico que tem 2 meses de vida. Então ela decide ir a um pintor para fazer-se retratar e assim deixar uma linda lembrança para sua família.

No dia em que combinaram, o artista chega, ela senta-se para posar e o pintor começa a retratá-la.

Depois de alguns minutos ela diz a ele:

– Por favor, você poderia pintar uma tiara de diamantes na minha cabeça?

– Sim, senhora, certamente.

Depois de alguns minutos:

– E um colar de pérolas no pescoço?

– Claro, madame.

E ela pede que ele pinte também um anel com uma esmeralda, uma pulseira de ouro, etc. Depois de algumas horas o retrato está pronto e a senhora parecia uma rainha toda coberta de joias.

O pintor diz a ela:

Com licença, senhora, mas por que queria que eu a pintasse com tantas joias?

– Muito simples, para que a próxima mulher com quem meu marido se case enlouqueça procurando por elas.


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 3 )

                                          

15 de junho

Dois velhinhos decidem ir a um bordel.

Ao chegar, a dona olha para eles, chama a funcionária da casa e diz:

– Reserve o quarto número 5 e 6 e coloque uma boneca inflável em cada cama. Esses dois estão tão velhos que não vão notar a diferença. Não vou perder tempo e dinheiro com eles.”

No caminho de volta para casa, um dos velhinhos diz:

– Acho que a mulher que me acompanhou estava morta…

– Morta? – diz o amigo – Por que você acha isso?

– Ela não se movia enquanto fazíamos amor, nem mexia a boca e os olhos…

– Pois poderia ter sido pior – disse o outro – eu acho que a minha companheira era uma bruxa!

Uma bruxa? Por quê? – espantou-se o velhinho amigo.

– Bem… o que aconteceu é que enquanto estávamos nas preliminares, eu dei uma mordida no traseiro dela, e ela começou a peidar, saiu voando pela janela e ainda levou a minha dentadura!”


Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

14 de junho

Ao encontrar um de seus alunos fazendo caretas para os outros, a professora para e delicadamente tenta falar com a criança.

Sorrindo docemente, ela diz:

“Joãozinho, quando eu era uma garotinha, minha mãe me disse que, se fazemos cara feia, ela pode congelar e ficar assim para sempre!”

Joãozinho olhou para cima e respondeu:

“Bem, professora, a senhora não pode dizer que não foi avisada!”


Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

28 de fevereiro

Foi tudo muito rápido.

A executiva bem-sucedida sentiu uma pontada no peito, vacilou, cambaleou. Deu um gemido e apagou-se.

Quando voltou a abrir os olhos, viu-se diante de um imenso Portal.

Ainda meio tonta, atravessou-o e viu uma miríade de pessoas. Todas vestindo largos camisolões e caminhando despreocupadas.

Sem entender bem o que estava a acontecer, a executiva bem-sucedida abordou um dos passantes:

– Enfermeiro, eu preciso voltar com urgência para o meu escritório, porque tenho uma reunião importantíssima. Aliás, acho que fui trazida para cá por engano, porque o meu seguro de saúde é Platina, e isto aqui está parecemdo-me mais a urgência dum Hospital público.

Onde é que nós estamos? 

– No céu. – No céu?…

– É.  – O céu, CÉU….?! Aquele com querubins, anjinhos e coisas assim?   

– Exato! Aqui vivemos todos em estado de graça permanente. Apesar das óbvias evidências, ausência de poluição, toda a gente sorrindo, ninguém usando celular, a executiva bem-sucedida levou tempo a admitir que havia mesmo batido as botas.

Tentou então o plano B: convencer o interlocutor, por meio das infalíveis técnicas avançadas de negociação, de que aquela situação era inaceitável.

Porque, ponderou, dali a uma semana iria receber o bónus anual, além de estar fortemente cotada para assumir a posição de presidente do conselho de administração da empresa.

E foi aí que o interlocutor sugeriu:

– Talvez seja melhor a senhora conversar com Pedro, o coordenador.  

– É?! E como é que eu marco uma audiência? Ele tem secretária? 

– Não, não. Basta estalar os dedos e ele aparece.

Assim? (…) – Quem me chama? A executiva bem-sucedida quase desabava da nuvem. À sua frente, imponente, segurando uma chave que mais parecia um martelo, estava o próprio Pedro. Porém, a executiva tinha feito um curso intensivo de approach para situações inesperadas e reagiu logo:

– Bom dia. Muito prazer. Belas sandálias. Eu sou uma executiva bem-sucedida e…

– Executiva… Que palavra estranha. De que século veio?

– Do XXI. O distinto vai dizer-me que não conhece o termo ‘executiva’?  

– Já ouvi falar. Mas não é do meu tempo. Foi então que a executiva bem-sucedida teve um insight. A máxima autoridade ali no paraíso aparentava ser um zero à esquerda em modernas técnicas de gestão empresarial. Logo, com seu brilhante currículo tecnocrático, a executiva poderia rapidamente assumir uma posição hierárquica, por assim dizer, celestial ali na organização.

– Sabe, meu caro Pedro. Se me permite, gostaria de lhe fazer uma proposta. Basta olhar para essa gente toda aí, só na palheta e andando à toa, para perceber que aqui no Paraíso há enormes oportunidades para dar um upgrade na produtividade sistémica.

– É mesmo?

– Pode acreditar, porque tenho PhD em reorganização. Por exemplo, não vejo ninguém usando identificação. Como é que a gente sabe quem é quem aqui, e quem faz o quê? 

– Ah, não sabemos.

– Percebeu? Sem controle, há dispersão. E dispersão gera desmotivação. Com o tempo isto aqui vai acabar em anarquia. Mas podemos resolver isso num instante implementando um simples programa de targets individuais e avaliação de performance. 

– Que interessante…

– É claro que, antes de tudo, precisaríamos de uma hierarquização e um organograma funcional, nada que dinâmicas de grupo e avaliações de perfis psicológicos não consigam resolver.

– !!!…???…!!!…???…!!!

– Aí, contrataríamos uma consultoria especializada para nos ajudar a definir as estratégias operacionais e estabeleceríamos algumas metas factíveis de Alavancagem financeira, maximizando, dessa forma, o retorno do investimento do Grande Accionista… Ele existe, certo? 

– Sobre todas as coisas.

– Ótimo. O passo seguinte seria partir para um downsizing progressivo, encontrar sinergias high-tech, redigir manuais de procedimento, definir o marketing mix e investir no desenvolvimento de produtos alternativos de alto valor agregado. O mercado telestérico, por exemplo, parece-me extremamente atrativo.

– Incrível!

– É óbvio que, para conseguir tudo isso, teremos de nomear um board de altíssimo nível. Com um pacote de remuneração atraente, é claro. Coisa assim de salário de seis dígitos e todos os fringe benefits e mordomias da praxe. Porque, agora falando de colega para colega, tenho a certeza de que vai concordar comigo, Pedro. O desafio que temos pela frente vai resultar num turnaround radical.

– Impressionante!

– Isso significa que podemos partir para a implementação?  

– Não. Significa que a senhora terá um futuro brilhante… se for trabalhar com o nosso concorrente. Porque acaba de  descrever, exatamente, como funciona o Inferno…


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 2 )

                                          

3 de fevereiro

Um homem estava muito triste porque perdeu seu chapéu favorito.

Em vez de comprar um novo, ele decidiu que iria para a igreja e roubaria um fora do vestíbulo, onde as pessoas costumavam deixar todos os acessórios antes de entrarem.

Quando ele chegou, um dos coroinhas o recebeu na porta e levou o misterioso homem para um banco onde ele poderia sentar e ouvir o sermão inteiro sobre os Dez Mandamentos.  

Depois da missa e do longo sermão, o homem encontrou o padre na porta do vestíbulo, apertou vigorosamente a sua mão e disse:

“Quero lhe agradecer por salvar minha alma hoje, padre. Vim à igreja para roubar um chapéu de algum dos seus fiéis, mas depois de ouvir o seu sermão do Dez Mandamentos, eu decidi ir contra isso “.  

“Você quer dizer o mandamento que você não deve roubar, que o fez mudar de ideia?”, o padre perguntou.

“Não, o assunto sobre adultério que me chamou atenção”, disse o homem.

“Assim que você disse isso, eu consegui me lembrar de onde eu deixei meu velho chapéu”.


Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

31 de janeiro

Cardiologista em Porto Alegre perguntando ao paciente:

– Como está a sua alimentação?

– Só como verduras, legumes, carne magra, peixe, zero de gordura e nada de sal.

– Atividade física?

– Corro diariamente 10 km e depois uma hora no ginásio.

– Fuma? – Nunca fumei na vida!

– Bebida?

– Meia taça de vinho tinto todos os dias, às vezes duas.

– Atividade sexual? – Hmm… 4 a 5 vezes por ano…

O médico pondera por alguns segundos antes de continuar:

– Bem… quanto à alimentação e atividade física, tudo certo.  

Porém, o senhor tem que melhorar a frequência da sua atividade sexual.

Sexo é fundamental para a saúde mental e reflete-se na saúde física. Eu, por exemplo, tenho 10 anos a mais que o senhor e não deixo por menos: transo pelo menos três vezes por semana!

– Acontece que o senhor é médico em Porto Alegre…. mas eu sou o Bispo de Uruguaiana.


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 2 )

                                          

23 de janeiro

Um rapaz vai com um amigo ao Maracanã assistir um jogo de futebol.

Como a casa de sua avó fica no caminho, ele chama o amigo para dar uma passadinha lá para cumprimentá-la.

Aproveitando que o neto estava lá, a velhinha pede para ele consertar um vazamento na pia da cozinha. Enquanto isso, ela leva o amigo do neto para a sala e oferece-lhe uma bebida. Junto com o copo está um pratinho de amendoins que o rapaz come sem parar, um por um.

Tarde demais ele percebe que havia comido tudo que estava no prato.    

Na hora de ir embora, o amigo agradece carinhosamente:

– Obrigado pela bebida e pelos amendoins… Espero não ter abusado, não lhe deixei nenhum sequer, desculpe!

A vovó, amável, responde:

– Não tem problema, meu filho. De qualquer maneira não posso comê-los. Depois que perdi meus dentes, eu só lambo o chocolate que vem em volta!


Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

22 de janeiro

Uma senhora idosa, na Flórida, fez as suas compras e, ao retornar ao seu carro, encontrou quatro homens saindo com o seu veículo.

Largando as compras, ela sacou sua arma, gritando a plenos pulmões:

“Eu tenho uma arma, e sei usá-la! Saiam já do meu carro!” Os quatro homens não esperaram por uma segunda ordem e saíram correndo como doidos.

A senhora, bastante agitada, começou a colocar as compras no banco de trás e, feito isto, sentou-se ao volante. Estava tão nervosa que não conseguia colocar a chave na ignição. Tentou várias vezes sem sucesso, até que ela entendeu por quê não conseguia. Era pelo mesmo motivo que havia uma bola de futebol, um taco de beisebol e uma embalagem com 12 latas de cerveja no assento da frente.  

Minutos mais tarde, ela encontrou o seu carro estacionado uns 5 espaços adiante. Ela colocou suas compras no carro e dirigiu-se até a Delegacia de Polícia para registrar o seu engano.

O sargento a quem ela relatou sua história não conseguia parar de rir. Ele apontou para a outra ponta do balcão, onde quatro homens pálidos estavam registrando um roubo de carro feito por uma anciã maluca, com menos de 1,55, cabelos brancos e encaracolados, usando óculos e portando um enorme revólver.

A queixa foi retirada.   Moral da história? Se você tiver um “momento senil”, que seja em grande estilo!


Largado por Zoto | 1 largado comentou