1 de maio

Reforma Trabalhista – Parte II

Essa proposta, que ainda passará pelo Senado, é uma revolução na relação entre empregado e empregador.

PARTE II

Outros pontos da Reforma

A reforma trabalhista vem para modernizar e desburocratizar a relação entre empregado e empregador, colocando na mão do trabalhador o poder de definir como será sua relação de trabalho com a sua empresa. Para comprovar, basta entender que a espinha dorsal da reforma é prevalecer o “acordado” sobre o “legislado” (isso é o que está sendo muito criticado porque acham que o trabalhador perderá direitos, mas não é bem assim que ocorrerá, já que nada poderá ser feito sem um acordo com o sindicato e homologação pela Justiça do trabalho) Mas, porque isso, prevalecer o “acordado” sobre o “legislado”, se a constituição já prevê os acordos coletivos de trabalho?

Leia mais


Largado por Kendra Chihaya | Largados Comentaram ( 3 )

                                          

30 de abril

Reforma Trabalhista – Parte I

 

Essa proposta, que ainda passará pelo Senado, é uma revolução na relação entre empregado e empregador.

 

1º Parte: 

O que a ESQUERDA não mostra

 

Em primeiro lugar é preciso esclarecer que os sindicatos continuarão existindo, o que deixará de existir é a “Contribuição Sindical Obrigatória”, no qual era descontado em folha do trabalhador o valor de um dia de trabalho e no caso dos empregadores um percentual do capital social e repassado diretamente ao sindicato de classe.  A reforma também retira a necessidade de homologação da rescisão pelo sindicato, para quem tem mais de um ano de empresa, valendo a assinatura firmada entre o empregador e o empregado. E caso os trabalhadores não estejam satisfeitos com seu sindicato, este poderá ser substituído por um Comitê de Trabalho, dentro da empresa.

Leia mais


Largado por Kendra Chihaya | Largados Comentaram ( 2 )