26 de fevereiro

João Santana, o marqueteiro que o PT queria dar um jeito de esquecer que fora seu cupincha para a reeleições de Luladino e Dilmandioca Sapiens em dose dupla. Pois ele, naquele fevereiro de 2016 admitiu Caixa-2, mas disse que não sabia da origem do dinheiro no exterior.

A Lava-Jato não tinha dúvida nenhuma de que o marqueteiro do PT e sua mulher sabiam da “origem espúria” do dinheiro espalhado em contas fora do país. Sempre se fez de bobinho esse Santana, né não?!? Bem pateta, coitado.

E a madame dele, que gracinha de patetinha quando mascava chiclete e mordia a língua… Já o advogado deles dizia assim como quem não queria nada com a coisa que o casal “não roubou nada de ninguém”.

Pode até que não tenha roubado mesmo, mas que receptou, receptou. E o que tinha e tem até hoje de gente na cadeia por receptação nesse Brasil da Silva, é um Deus-nos-acuda! Mas é só gente chinelo. Com as zelites, o furo é mais no alto; é nas alturas supremas.

Francamente, a cada remexida que a Lava Jato dava nessa lama toda, essa pandilha de sevandijas mais me convencia de que nesse país há duas espécies de patetas: os que não admitem ser e… nós.

Sanatório da Noticia


Largado por Zoto | 1 largado comentou | Visualizações: 94


Uma resposta para “HISTÓRIAS DO BRASIL & LENDAS URBANAS…”

  1. Anônimo disse:

    Pensei que fosse piada.

Deixe um comentário

*