20 de janeiro

Um fazendeiro chamado João sofreu um acidente de carro.

No tribunal, o advogado da empresa de caminhões questionava João.

“Você não disse, no momento do acidente, ‘eu estou bem'”, perguntou o advogado?

João respondeu: “Bem, vou lhe contar o que aconteceu. Eu tinha colocado minha mula favorita, Justina, no…”

“Eu não lhe pedi nenhum detalhe”, interrompeu o advogado.

“Basta responder a pergunta. Você não disse, na cena do acidente, ‘eu estou bem’?”

João disse: “Bem, eu tinha colocado Justina no trailer e eu estava dirigindo pela estrada”. O advogado interrompeu novamente e disse:

“Juiz, estou tentando estabelecer o fato de que, na cena do acidente, este homem disse ao guarda rodoviário que estava bem. Agora, várias semanas depois do acidente, ele está processando meu cliente. Acredito que ele é uma fraude. Por favor, diga a ele para simplesmente responder à pergunta. ”

A essa altura, o juiz estava bastante interessado com a resposta de João e disse ao advogado:

“Gostaria de ouvir o que ele tem a dizer sobre sua mula favorita, Justina”.

João agradeceu ao juiz e prosseguiu.

“Bem, como eu estava dizendo, eu tinha acabado de levar Justina, minha mula favorita, até o trailer e estava dirigindo pela estrada, quando este enorme caminhão avançou o sinal vermelho e bateu na minha caminhonete bem na lateral. Eu fui jogado em uma vala e Justina foi jogada na outra. Eu estava muito ferido e não conseguia me mover. No entanto, eu podia ouvir a velha Justina chorando e gemendo. Eu sabia que ela estava muito machucada apenas por seus gemidos.

Quando o guarda entrou em cena, ele ouviu Justina chorando e gemendo, e então foi até ela. Depois que ele olhou para ela e viu sua condição quase fatal, ele pegou seu rifle e atirou nela na cabeça.

Então o patrulheiro atravessou a rua, a arma ainda na mão, olhou para mim e disse:

“como você está se sentindo?”

Agora, o que diabos você diria?”


Largado por Zoto | 1 largado comentou | Visualizações: 149


Uma resposta para “É VELHA, MAS É BOA”

  1. Anônimo disse:

    Nesse caso….

Deixe um comentário

*