9 de agosto

Na Idade Média, não havia escovas de dente, perfumes, desodorantes e muito menos papel higiênico.

Excremento humano era jogado das janelas do palácio.

Num dia de festa, a cozinha do palácio podia preparar um banquete para 1500 pessoas, sem a mínima higiene.

Nos filmes de hoje, vemos pessoas daquela época se sacudindo ou se abanando. A explicação não está no calor, mas no mau cheiro que exalavam sob as saias (feitas de propósito para conter o cheiro das partes íntimas, já que não havia higiene).

Também não era costume tomar banho devido ao frio e à quase inexistência de água corrente.

Só os nobres tinham lacaios para abaná-los, dissipar o mau cheiro que o corpo e a boca exalavam, além de afugentar os insetos. Quem esteve em Versalhes admirou os imensos e belos jardins que, naquela época, não eram apenas contemplados, mas serviam de banheiro nas famosas baladas promovidas pela monarquia, por não haver banheiros.

Na Idade Média, a maioria dos casamentos acontecia em junho (para eles, o início do verão). O motivo é simples: o primeiro banho do ano era tomado em maio; então, em junho, o cheiro das pessoas ainda era tolerável. Porém, como alguns cheiros já começavam a incomodar, as noivas carregavam buquês de flores perto do corpo para disfarçar o fedor. Daí a explicação da origem do buquê de noiva.

Os banhos eram feitos em uma única banheira enorme cheia de água quente. O chefe da família teve o privilégio do primeiro banho em água limpa. Então, sem trocar a água, os demais chegaram à casa, por ordem de idade, mulheres, também por idade e, por fim, filhos. Os bebês eram os últimos a se banhar.

As vigas de madeira, que sustentavam os telhados das casa, eram o melhor lugar para os animais, cachorros, gatos, ratos e besouros, se aquecerem. Quando chovia, as goteiras obrigavam os animais a pularem no chão.

Quem tinha dinheiro tinha chapas de lata. Certos tipos de alimentos oxidam o material, fazendo com que muitas pessoas morram de envenenamento.

@FotosDeFatos

Largado por Zoto | largados comentaram ( 3 ) | Visualizações: 190


3 respostas para “PARA MATAR A SAUDADE DA IDADE MÉDIA”

  1. PAULO BOCA disse:

    O tempo LAZARENTO affffffffffffffffff

  2. Anõnimo disse:

    que nada ,as casas simples tinham gamelas e artefatos de barro e as cidades eram criadas nas beiras de rios,agora no velho oeste desertico americano,deveia se mais difícil,acho.

  3. Paulista disse:

    E tinha 12…18 filhos, imagina a ppk fosse cheirosa e lisa.

Deixe um comentário

*