27 de junho

Largado por Zoto | largados comentaram ( 10 ) | Visualizações: 77


10 respostas para “TRIBUNA LIVRE”

  1. Piteco disse:

    aff-bofe,com-esse-frio,aonde-vais…
    tais-fugindo-de-mim,é…demorou.

  2. Máximo Ternura disse:

    Anny se rebate: onde ele foi que não vi?
    Ah, só no banheiro.

  3. Anonimo disse:

    Frio, bofe expulsa M.T. da cama e manda fazer a feira.

  4. Anonimo disse:

    H´8 anos , homem tentava salvar um tubarão branco espécie em extinção-vide vídeo no site do Terra.

  5. Anonimo disse:

    O QUE ERA e É A RACHADINHA?
    Valores cobrados dos apaniguados empregados- que serviam a políticos nomeados por sua cota de aspones.
    Exemplo: funcionário no papel ganhava dez como o seu trabalho valia 7- havia um desconto de 3 para o chefe que o nomeou.
    QUEM PODERIA RECLAMAR?
    os empregados que eram obrigados a depositar o faz-me-rir.
    Mais estavam satisfeitos.
    isso era comum em algumas Câmera de vereadores..

  6. Anonimo disse:

    Eu disse camêra-lê-se câmara.
    Agora o papel do Eça , essa eu não sei.
    gostaram do trocadalho.

  7. Anonimo disse:

    Abraham Weintraub graduou-se em ciências econômicas pela Universidade de São Paulo (USP) em 1994,[4] tendo realizado MBA Executivo Internacional e mestrado em administração (área de finanças) na Fundação Getulio Vargas (FGV). É professor da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).[5][6]

    Executivo do mercado financeiro com mais de vinte anos de experiência, atuou como economista-chefe e diretor do Banco Votorantim e como sócio na Quest Investimentos. Foi integrante da equipe de transição do governo Jair Bolsonaro[4] e em 1º de janeiro de 2019 foi nomeado secretário-executivo da Casa Civil.
    em 8 de abril foi nomeado ministro da educação.
    E hoje aspira a um cargo no Banco Mundial, pelo seu currículo é muito mais indicado a este cargo no Banco Mundial do que foi para ministro da educação.

  8. Anonimo disse:

    Zé Ramalho já dizia, e as vezes ainda diz:
    Já estou enjoado
    Aqui da terra
    Onde o povo a pulso
    Faz regime
    A indústria, roubo
    A fome, o crime
    Onde os preços
    Aumentam todo dia
    O progresso daqui
    A carestia
    Não adianta mais
    Se fazer crítica
    Ninguém acredita
    Na política
    Onde o povo
    Só vive em agonia…

  9. joía disse:

    A jurema é uma planta da família das leguminosa, só que eles cantam não sei se se pronuncia ” juremá ” eu até pensei que
    fosse a mulher Ema que tivesse se dado bem na vara do do Juremar.

  10. joía disse:

    Beto gosta dos ramalhos.

Largue aqui