29 de julho

Largado por Máximo Ternura | largados comentaram ( 4 ) | Visualizações: 78


4 respostas para “O CONTEÚDO DE PAPEL QUE CABE EM UM CD (1995)”

  1. Piteco disse:

    a-proposta-é…
    quantas-árvores-o-cd-deixou-na-natureza.

  2. Zoto disse:

    Hoje temos pendrives, nos quais cabem pilhas dessas de CD’s, mas as árvores continuam caindo para alimentar a indústria de papel, onde o judiciário armazena, entre outros, os processos dos que ‘defender a natureza’.

  3. Máximo Ternura disse:

    Não mais, companheiro Zótto.
    Os processos desde 2012 foram todos digitalizados e correm pela via virtual. Salvo raras exceções, em alguns tribunais superiores, onde a velha guarda está recalcitrante em adaptar-se ao meio virtual.

  4. Zoto disse:

    Bom saber Ternura, há pouco via pilhas de processos nos Tribunais que alegavam caber as partes a partes digitalização dos processos pois não tinham como fazer isso.
    Tive um processo de regularização de imóvel parado na prefeitura que precisou ser refeito em CAD pois lá permaneceu desde 2003 até agora.

    2.ago.2012 – Pilhas e mais pilhas de papel no plenário do Supremo: as pastas da ação penal 470, o processo do mensalão.

    É como diz o velho deitado:
    A justiça tarda, tarda, tarda, mais… Não falha, caduca!

Largue aqui