10 de março

ERA UMA VEZ… no ano passado, quando Lulavagem da Silva, o presidiário mais solto da história desse país, patrono do Patronato das Togas, disse cheio de graça que “Esse povo não está precisando de arma, está precisando de emprego”.

E foi por isso que, qual fajuta lenda urbana, ele deixou uma herança de 13 milhões de desempregados quando desceu a rampa do Planalto e entregou o Brasil para a Dilmandioca Sapiens. Que, por sua vez, aumentou o número de desempregados em mais de um milhão de trabalhadores.

E, com o beneplácito e as bênçãos dos mais sagrados ocupantes de cargos de confiança do nosso nebuloso sistema Judiciário, o mesmo Lularápio quer e ‘pode’ voltar à cena do crime nesse outubro vermelho que ameaçadoramente se aproxima.

RODAPÉ NOS FUNDILHOS – Esse ‘pode voltar à cena do crime’ se revigora e se envereda pela senda e pela trilha dos implacáveis sarcófagos eletrônicos.

Sanatório da Notícia


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 7 )

                                          

3 de fevereiro

ERA UMA VEZ… O Brasil político da “estratégia da coalizão pela governabilidade” – aquela inventada por FHCecê e delegada em 2002 ao Lulavagem da Silva. A tal estratégia de coalizão pela governabilidade é aquele modus operandi que destrói qualquer ideia do que seja ética

Corria o fevereiro de 2012 e sem a menor preocupação de que a indiferença diante dos problemas morais seja a doença que os maus políticos transmitem à sociedade, no segundo dia daquele mês do Carnaval, Renan Calheiros foi cínico e nada convincente, como sempre falando para quem tinha orelhas para escutar:

“Ética é meio, não é fim; a ética é obrigação de todos nós”.

Nada pior que uma frase de efeito na boca cheia de dentes de quem só dá maus exemplos.

Leia mais

Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 3 )

                                          

24 de janeiro

ERA UMA VEZ… O Brasil que aí está, mas em janeiro de 2015. Pois, há 7 bons e velhos anos, o empreiteiro Gérson Almada, da construtora Engevix, à beira de um ataque de nervos dizia e não mandava dizer que a roubalheira na Petrobras “foi criada para financiar o projeto de poder do PT”.

Para Almada, a Petrobras não poderia ser considerada “vítima” do esquema criminoso, e sim uma engrenagem do Petrolão, já que teria sido utilizada como forma de arrecadar dinheiro para a distribuição de propina e para a engorda de caixas de partidos políticos.

Ele dizia isso, assim como se aquilo fosse tudo. Na verdade, a Petrobras era só uma parte, uma boa parte é verdade, do esquema nacional de corrupção em série que arrombou todas as portas, de cada organismo público.

Era o que Lulávaro Estrelado chamava de “estratégia de coalizão pela governabilidade”. Quer dizer, quanto você custa para ser meu aliado?

E tudo era e continuava sendo comprado e vendido nesse país, com o dinheiro público que não ia para a saúde, educação, transporte, segurança e qualidade de vida dos brasileiros.

Hoje, com o país sob nova direção, há uma saudade imensa dos velhos tempos de propinoduto por tudo quanto era engrenagem da máquina pública.

Livre, leve e solto, mas nunca inocente, Lulavagem da Silva é o pivô do golpe engendrado pelos cortesãos da Magda Corte e com o pé que é um leque para restaurar o lucrativo regime de governo que rouba e deixa roubar.

Por: Sérgio A. O. Siqueira


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 12 )

                                          

19 de janeiro

ERA UMA VEZ…  De janeiro de 2003 a outubro de 2018, o Brasil da Silva já era um país com mais de 200 milhões de habitantes, encravado no Cone Sul do mundo e povoado por seres animados de duas espécies: pessoas e políticos.

Em 2002 numa retórica eleição presidencial o Brasil foi redescoberto pelo desbravador Luiz Erário, o Lulavarento da Silva. E foi então que o país começou a firmar sua posição geopolítica na América do Sul, bem menos um pouco abaixo e muito mais ao lado de Cuba e Venezuela em matéria de redemocratização.

Seu regime de governo foi norteado pela ‘estratégia de coalizão pela governabilidade’, regime de compra e venda de negócios próprios da vida pública que são feitos na privada.

Leia mais

Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 8 )

                                          

2 de janeiro

ERA UMA VEZ…  Há, exatamente, seis anos, o Brasil sob o domínio do PT, ao amparo do poste de Lulávaro Estrelado que atendia pelo nome de Dilmandioca Sapiens, a coletora de vento.

Num esplendoroso dia de sol que não lhe nasceu quadrado, o então já ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli chamou de “ficção” a conclusão do Tribunal de Contas da União (TCU) de que a compra da Refinaria de Pasadena, nos EUA, causara prejuízo.

Em depoimento àquela ainda eficiente Polícia Federal, em Brasília, Gabrielli afirmou que o TCU não levara em conta os preços de mercado da época, em 2006.

Leia mais

Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 10 )

                                          

14 de setembro

Um golden retriever em uma das varandas de uma casa comum na cidade polonesa de Gdansk tornou-se uma verdadeira atração que muitos turistas desejam ver. 

Uma nova atração chamada “Cute Dog on the Balcony” apareceu no Google Maps no ano passado. Agora, o cachorro é tão popular que nenhum outro ponto de referência da cidade pode se comparar a ele. 

Os turistas escrevem resenhas na internet, já são mais de 600, a avaliação do cachorrinho é 5,0. A popularidade do cachorro foi promovida por alunos da Universidade Politécnica de Gdansk, localizada ao lado da casinha do cachorro, na esquina da Politécnica com a Rua Heróis do Gueto de Varsóvia.


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 3 )

                                          

10 de setembro

Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 3 )

                                          

22 de fevereiro

3 POLITICOS CARREGANDO UMA CAIXA TÉRMICA COM 10 VACINAS, AMBULÂNCIA NA PORTA COM A SIRENE LIGADA…

É DE CAIR DA MOTO!!!

Geral Ligado – Blog


Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

31 de julho

Hogewey está localizado a cerca de 20 km de Amsterdã e se parece com qualquer vila holandesa. Os moradores vivem uma vida comum: compram comida, vão ao cinema, encontram-se com amigos. 

De fato, existem câmeras de CFTV em todos os lugares e todos são residentes de casas de repouso que sofrem de demência grave. 

Ao contrário de outros lares de idosos, onde os moradores vivem em prédios cinzentos, Hogewey cria um ambiente favorável para a vida: os moradores têm casas separadas, um teatro, supermercados, correios, jardins e clubes. 

Todo dono de loja, todo garçom ou proprietário é um funcionário da Hogewey que desempenha um papel.

Hogewey tem 150 residentes e 250 funcionários. Inaugurado em 2009, o Hogewey consiste em quase 30 casas de tijolos de dois andares e outras estruturas, com uma área total de 4 acres. Cada casa é o lar de 6-7 pessoas. Eles decidem por onde comer: em um café, restaurante ou em casa. Todo mês, todos os residentes recebem dinheiro falso para pagar em lojas e estabelecimentos. Os benefícios dessa vida são muito grandes: os moradores de Hogewey precisam de menos remédios, comem melhor, vivem mais e são otimistas.


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 2 )

                                          

12 de julho

O fotógrafo Drew Gardner encontrou descendentes de pessoas famosas, vestidas com trajes históricos e criou os cenários correspondentes. O resultado são excelentes fotografias comparativas de
figuras históricas e seus descendentes.

Thomas Jefferson (esquerda), 1880 e Shannon Lanier (direita) – bisneto. 
Charles Dickens (à esquerda), 1858 e Gerald Charles Dickens (à direita), bisneto. 
Leia mais

Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 6 )

                                          

26 de março

O papel higiênico não é a invenção mais antiga da humanidade, por muito tempo eles se saíram bem sem ele. Mas tudo flui, tudo muda … A variedade atual de papel higiênico não pode ser descrita, começando pela qualidade do papel, tamanho e terminando com refinamentos com sabor. Aqui estão alguns fatos interessantes. Quando o papel foi tratado para outros fins

Em 2013, descobriu-se que artefatos romanos antigos exibidos a partir da década de 1960 no Palácio Romano de Fishbourne, na Inglaterra, eram usados ​​como papel higiênico. Verificou-se que os discos de cerâmica, originalmente classificados pelo museu como “itens de jogo”, contêm excrementos parcialmente mineralizados. Segundo o antropólogo francês Philippe Charlier, esses objetos eram frequentemente encontrados perto de latrinas. Ele continuou citando um antigo provérbio grego que dizia: “Três pedras são suficientes para limpar sua bunda”. Além disso, Charlier descobriu uma imagem na qual as pedras eram usadas em um cálice grego antigo. De acordo com o curador do museu, Dr. Rob Simmons, Fishborn está pensando em registrar novamente objetos após análises químicas adicionais.


O Fishbourne Palace não possui a experiência e os equipamentos necessários para fazer isso, mas certamente o sugerirei a especialistas da área que possam estar interessados ​​nisso como um projeto”.

Disse que é sabido que os romanos usavam esponjas em palitos embebidos em vinagre como alternativa ao papel higiênico, mas essa nova teoria veio como uma revelação.

Alguém tem alguma ideia ou informação de como tres pedras faziam o Serviço?

Fonte: https://www.bbc.com/news/uk-england-21204228


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 5 )

                                          

12 de março

Médicos indianos relataram recentemente um caso curioso com uma jovem que foi submetida a um transplante de mão dupla há quase três anos e cujas mãos mudaram de cor para combinar com seu tom de pele.

Shreya Siddanagoder, de 21 anos, perdeu as duas mãos em um acidente de trânsito em 2016, quando viajava de sua cidade natal em Pune para uma faculdade em Karnataka. Os médicos não tiveram escolha a não ser amputar seus braços e antebraços, e levou um ano para se recuperar. Mais tarde, ela visitou o Instituto Amrita para se inscrever para um transplante duplo, e lá os médicos milagrosamente conseguiram encontrar um doador para ela no mesmo dia, 9 de agosto de 2017. Na lista de espera havia mais de 200, alguns de outros países, como Afeganistão ou Bangladesh, mas ela teve sorte – tinha total compatibilidade com o doador. Um transplante foi realizado no mesmo dia.

Leia mais

Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

7 de março
Leia mais

Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 3 )

                                          

13 de janeiro

Largado por Zoto | 1 largado comentou

                                          

26 de outubro

Embora o marxismo original tenha, ao redor do mundo, praticamente desaparecido dos movimentos trabalhistas, a teoria marxista segue prosperando nas instituições culturais, no mundo acadêmico e na mídia convencional.

Mas não se trata da teoria marxista econômica convencional. Trata-se de um novo marxismo, adulterado e sob uma nova roupagem.

Os socialistas de hoje praticamente abandonaram a velha retórica da “luta de classes”, a qual envolvia uma batalha entre as classes capitalistas e proletárias. Há agora uma nova batalha, a qual opõe “opressores” a “oprimidos”. As classes oprimidas incluem os grupos LGBT, os negros, as feministas, os imigrantes, os “não-assimilados culturalmente” e várias outras categorias consideradas mascotes. Já a classe opressora é formada majoritariamente por homens e mulheres cristãos, brancos e heterossexuais, de qualquer profissão (empregado ou empregador), que não sejam ideologicamente simpáticos ao socialismo.

A criação desta nova luta de classes é o cerne do “marxismo cultural”. O marxismo cultural nada tem a ver com a liberdade, com o progresso social ou com um suposto esclarecimento cultural. Ao contrário, tem a ver com a criminalização de idéias: qualquer pensamento tido como “ofensivo” ou “excludente” — ou seja, qualquer pensamento que não preste reverência aos “grupos oprimidos” — deve ser criminalizado.

Para os adeptos deste evangelho, a força-motriz que irá impulsionar a revolução socialista não mais é o proletariado, mas sim os intelectuais — exatamente por isso o marxismo cultural prospera basicamente na academia, na mídia e na cultura.

Leia mais


Largado por Zoto | Largados Comentaram ( 3 )